MinC seleciona bolsistas para programa de formação de Agentes Territoriais da Cultura

MinC seleciona bolsistas para programa de formação de Agentes Territoriais da Cultura

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Cinthia Abreu

O Comitê de Cultura do Tocantins divulga a seleção do programa Agentes Territoriais da Cultura, do Ministério da Cultura (MinC), em parceria com os Institutos Federais. Serão disponibilizadas 601 vagas para pessoas físicas de todo o País, sendo um total de 64 vagas para a região Norte e oito vagas para o Tocantins. A seletiva é voltada para pessoas que deverão ter conhecimento sobre as dinâmicas culturais e locais de suas comunidades, que irão desenvolver atividades de promoção do acesso à cultura nestas localidades.

As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de Maio, por meio da plataforma Mapa Cultural. Podem participar apenas pessoas físicas que atendam aos seguintes requisitos: a partir de 18 anos de idade; alfabetizadas e com habilidades mínimas no uso de tecnologias digitais; residentes na Região Imediata do estado correspondente a vaga para a qual irá se inscrever; com reconhecida atuação na área cultural em seu território, o que compreende o fazer e a produção de atividades culturais; e disponibilidade de atuação de 20 horas semanais.

Serão atribuídos cinco pontos extras com base na inscrição e autodeclaração apresentadas para as candidaturas de mulheres; pessoas jovens (de 18 a 29 anos); pessoas negras (pretas ou pardas); pessoas indígenas; pessoas com deficiência; pessoas quilombolas; e pessoas trans.

A carga horária de atividades dos Agentes Territoriais de Cultura é de 20 horas semanais, distribuídas da seguinte forma: formação (5 horas), planejamento e orientação (2 horas), articulação e mobilização (10 horas) e sistematização (3 horas).

Benefícios

Cada selecionado receberá bolsa (mensal) de R$ 1.200,00 durante o período de 12 meses, podendo ser renovado por até igual período; auxílio inclusão digital – de R$ 1.000,00, depositado em parcela única; e auxílio inclusão digital (mensal) de R$ 25,00, durante o período de 12 meses, podendo ser renovado por até igual período.

Coordenador dos Agentes Territoriais no Tocantins, o professor Sebastião Silva explica que a proposta é de selecionar pessoas que já estão envolvidas no fazer cultural, com sensibilidade para perceber suas comunidades; que sejam animadoras culturais e reconheçam a importância dos saberes que permeiam o próprio território. “É um projeto a nível nacional, mas com um fundamento muito forte para as pessoas que residem na região Norte e voltado aos fazedores de Cultura”, declara o professor.

Qualificação

O edital busca qualificar profissionais para o desenvolvimento de ações culturais em suas comunidades e territórios, a partir dos princípios da educação popular, do combate a todas as formas de discriminação e da valorização da diversidade cultural, étnico-racial e regional, estimulando a economia da cultura e as cadeias produtivas locais.

Os agentes aprovados receberão formação continuada para a realização de atividades de mapeamento participativo, comunicação e mobilização social em seus territórios. Também estão previstos encontros, eventos, ações de mobilização e articulação nas comunidades.

Programa

A iniciativa é parte da estratégia de implementação do Programa Nacional dos Comitês de Cultura (PNCC). Em nota no site do Ministério da Cultura, a ministra Margareth Menezes, apontou que a concretização desse projeto mostra a preocupação do País. “É uma ação maravilhosa, de construção, de esperança, de novas oportunidades para quem nunca teve”, afirma. O secretário-Executivo do MinC, Márcio Tavares, destacou a importância do Programa para a juventude. “Desde 2016 nós não tivemos mais política pública para jovens no Brasil. Por meio do desenvolvimento das ações culturais, do talento das pessoas, a gente está dando oportunidades, além de vez, voz e espaço para uma geração que tem muito potencial”.

Articulação

O Programa Nacional dos Comitês de Cultura é uma articulação territorial nacional que visa promover iniciativas e ações de mobilização social, formação em direitos e políticas culturais, apoio à elaboração de projetos e parcerias, comunicação social e difusão de informação e conhecimento sobre as políticas culturais.

As atividades são feitas por meio da rede de parceiros do programa, dos Comitês de Cultura e de Agentes Territoriais de Cultura. Estão abertas à participação de todas as pessoas, uma vez que são espaços de debate, comunicação e mobilização da sociedade civil.

Comitê de Cultura no Tocantins

O Comitê de Cultura no Tocantins é gerido pela Federação Tocantinense de Artes Cênicas do Tocantins (Fetac), presidida por Kaká Nogueira, ator, produtor e coordenador geral do Comitê. As Organizações da Sociedade Civil (OSCs) foram selecionadas, por meio de edital, em dezembro de 2023. O termo de colaboração com as organizações tem duração de 24 meses.

Cada comitê tem uma atribuição importante para o fortalecimento do Estado Democrático de Direito, a partir “do” direito à Cultura.

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens