Lendas sobre o capim dourado serão apresentadas em espetáculo teatral com circulação pelo interior do Estado do Tocantins

Lendas sobre o capim dourado serão apresentadas em espetáculo teatral com circulação pelo interior do Estado do Tocantins

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Cinthia Abreu

Meu Capim é daqui/ Ele não dá lá/ Ele não dá ali…/ Meu Capim é daqui

Ele não dá lá/ Ele não dá ali…/ Capim Dourado/ Quem te dourou/ Foi um anjo lindo/ Um anjo alado/ Nós vamos contar/ A Lenda do Capim Dourado…” O cântigo entoado no formato de cortejo típico de trupes de trovadores abre alas para interpretação do espetáculo teatral “A Incrível Lenda do Capim Dourado”, do Grupo Artpalco, que será apresentado em pequena turnê pelo interior do estado do Tocantins a partir de domingo, 07.

Serão seis apresentações gratuitas e para toda a família que vão atender as cidades de Araguaína, Nova Olinda, Babaçulândia, Muricilândia e Santa Fé do Araguaia – confira a agenda. Em todas as apresentações haverá intérprete de Libras e, antes da exibição do espetáculo, haverá uma narração descrevendo o espaço, o cenário, figurinos, e características de cada um dos personagens para maior acessibilidade de pessoas com deficiência auditiva e visual para maior acessibilidade de pessoas com deficiência auditiva.

Com teatro de rua, música, dança e uma linguagem mambembe, o espetáculo traz lendas fictícias sobre o surgimento do capim dourado, matéria-prima tradicional do artesanato tocantinense. De acordo com o diretor e dramaturgo do espetáculo, Luiz Navarro a dramaturgia traz uma versão lúdica sobre o surgimento do Capim Dourado. “Muitas histórias foram contadas quanto à origem do capim dourado, também conhecido como o ouro do Jalapão. E aqui estamos propondo contar mais uma história, dessa vez com o olhar poético da literatura através do conto”, declara o diretor.

A peça é protagonizada pelos atores George Henrique e Tatiane Breve, que dividem a cena com a Atriz Nice Albano e os atores Zé Caetano Demoraes e João Pedro Albano. De acordo com George Henrique, a peça cria uma atmosfera propícia para levar ao maior número de pessoas a importância do teatro, além de reafirmar a importância do capim dourado como um bem cultural e econômico para o Tocantins e para o Brasil.

A atriz Tatiane Breve complementa que levar a produção teatral para outras cidades do interior do Tocantins garante democratização da arte e cultura. “Permitir o acesso a bens culturais é, sem dúvida, um dos focos de atuação do Grupo Artpalco. Então, estamos cumprindo a nossa missão enquanto artistas de levar a arte onde o povo está, de forma a gerar pessoas mais interessadas por bens culturais”, afirma.

Toda a trilha sonora do espetáculo é autoral, elaborada e executada ao vivo pelos músicos Nice Albano, Zé Caetano Demoraes e João Pedro Albano. “As canções trazem a essência da cultura popular, de forma a envolver a plateia nesse universo lúdico e intimista com nosso fazer artístico”, ressalta Nice Albano.

Sinopse

O espetáculo é uma produção teatral que tem uma narrativa cativante e artística em celebração da herança cultural do Tocantins, que transporta os espectadores as tradições e histórias tocantinenses, destacando o Capim Dourado como um tesouro cultural e econômico.

 São três causos – “O Amor é Dourado”, “O Capim de Nosso Senhor Jesus Cristo” e a “A Pescaria que não era de Peixe” e os textos adaptados criam uma dramaturgia que busca dar protagonismo ao capim dourado.

O primeiro conta a história de um casal apaixonado que, a partir da intercessão do Santo Antônio Casamenteiro, segue uma peleja para que o amor possa vencer a intervenção do pai da moça. Nos dois últimos causos, dois pescadores narram histórias que vão desde lendas de cobras gigantescas, que habitam os rios de nossa região, ao singelo drama do nascimento de Jesus Cristo e, juntos, os três causos contam de forma poética como o nosso capim ficou dourado.

Projeto

A circulação do espetáculo “A Incrível Lenda do Capim Dourado” é um projeto proposto pelo Grupo Artpalco, contemplado pelo edital 019/2023 – Artes Tocantins pela Lei Paulo Gustavo (LPG), via Ministério da Cultura (MinC) e Secretaria Estadual de Cultura (Secult), com apoio da Federação Tocantinense de Artes Cênicas (Fetac) e Instituto Social e Cultural Araguaia (Isca).

Agenda

07/04: Araguaína – Via Lago, às 19 horas

08/04: Nova Olinda – Praça em frente à Prefeitura, às 19 horas

08/04: Araguaína – Auditório do Bloco G, da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), às 21h30

09/04: Babaçulândia – Centro Comercial da Agricultura Familiar, às 20 horas

10/04: Muricilândia – Câmara Municipal, às 18 horas

10/04: Santa Fé do Araguaia – Em frente à Prefeitura, às 20 horas

Ficha Técnica

Texto e Direção: Luiz Navarro

Trilha Sonora e Direção Musical: Nice Albano e Zé Caetano

Elenco: George Henrique, João Pedro Albano, Nice Albano, Tatiane Breve e Zé Caetano

Coordenação Geral: George Henrique

Produção Executiva: Paula Fraga

Assessoria de Imprensa: Cinthia Abreu

Assessoria de Comunicação: Wagner Barbára

Produção: George Henrique, Farley Gomes, Paula Fraga, Wagner Bárbara

Intérprete de Libras: Diego Leão

Monitor de Acessibilidade: Brena Raynara Oliveira

Proponente: Grupo Artpalco

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens