Choros de Luiz Gonzaga: Projeto de música instrumental leva democratização da Música Popular Brasileira a diferentes regiões da Capital

Choros de Luiz Gonzaga: Projeto de música instrumental leva democratização da Música Popular Brasileira a diferentes regiões da Capital

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Mais conhecido como o Rei do Baião, o músico Luiz Gonzaga possui um repertório vasto, que vai muito além do estilo nordestino, especialmente com a composição de clássicos do Choro. Esta é a versão de Luiz Gonzaga que o projeto “Choros de Luiz Gonzaga” vai apresentar, neste mês, em diferentes regiões da Capital.

A iniciativa oferece recitais didáticos gratuitos, que serão apresentados a estudantes de escolas públicas e ao público em geral. A estreia acontece na quarta-feira, 17, na Pracinha da Cultura no Morada do Sol, às 19h15. Posteriormente, os concertos acontecem nos dias 23 e 26/04, respectivamente, no Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e Colégio Padre Josimo.

De acordo com o responsável pelo projeto, o músico Iogo Landinho, o objetivo é de homenagear o compositor Luiz Gonzaga e apresentar outras composições do artista que não são conhecidas do grande público. “É um projeto de caráter inovador, que objetiva apresentar uma faceta menos conhecida do seu trabalho: o choro”, adianta o artista, que é professor de música e violonista.

Segundo ele, a proposta é de fomentar a cultura popular brasileira instrumental por meio de recitais didáticos que visam além de levar entretenimento, apresentar a história de Luiz Gonzaga, o que é o Choro e as formações pioneiras que adotaram como formação os instrumentos: flauta, o violão e o cavaquinho. “Luiz Gonzaga, dentre tantos artistas no cenário brasileiro, é considerado uma das mais completas, importantes e criativas figuras da MPB”, ressalta.

Como medidas de acessibilidade, serão adotadas audiodescrição na narração de cenário, apresentação e integrantes, na locução de abertura, intérprete de Libras e espaços das apresentações adequados para pessoas com deficiência física.

Projeto

Idealizado e proposto pelo músico Iogo Landinho, o projeto “Choros de Luiz Gonzaga” foi contemplado pelo edital 019/2023 – Artes Tocantins pela Lei Paulo Gustavo (LPG), via Ministério da Cultura (MinC) e Secretaria Estadual de Cultura (Secult).

Perfil

Iogo da Silva Landinho, natural do Tocantins, começou sua carreira musical ainda na infância. Concluiu o curso Técnico em Instrumento Musical pelo Colégio da Polícia do Estado do Tocantins (CPM-TO) e é formado em Educação Musical pelo Centro Universitário Claretiano. Além disso, integrou a Big Band Basileu França do ITEGO em Artes Basileu França, em Goiânia-GO; participou da Roda de Choro Canindé de Palmas-TO e tocou com os artistas tocantinenses Dorivã Borges, Lucimar dos Santos, Braguinha Barroso e Genésio Tocantins.

Atualmente, atua como professor de violão e guitarra na Fundação Cultural de Palmas (FCP), na escola de extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e no Instituto de Música Tocantins (IMT). Também atua como guitarrista e violonista na Orquestra de Música Brasileira da UFT, na Orquestra Viva Música, no Grupo Reminiscências e demais apresentações musicais.

Ficha Técnica

Guitarra acústica, produtor musical e coordenação geral: Iogo Landinho

Assessoria de Comunicação: Cintia Abreu

Arranjos e saxofone tenor: Bruno Barreto

Produtor executivo e flautista: Wallas Alencar:

Pandeiro: Mateus Lopes

Técnico de Som: Daniel Mangaba

Fotografia e Vídeos: Marcelo Lopes

Intérprete de Libras: Thallyta Teixeira

Cerimonialista: Geyslany Ribeiro

Agenda

=>17/04 (quarta-feira), Pracinha da Cultura no Morada do Sol. Às 19h15.

=> 23/04 (terça-feira), no IFTO. Às 16h20.

=>26/04 (sexta-feira), no colégio Padre Josimo. Às 15 horas.

Fotos: Matheus Les/ Divulgação

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens