Chef Ruth Almeida leva oficinas de gastronomia e roda de conversa para mulheres indígenas Javaé, na Ilha do Bananal

Chef Ruth Almeida leva oficinas de gastronomia e roda de conversa para mulheres indígenas Javaé, na Ilha do Bananal

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Cinthia Abreu

A chef de cozinha Ruth Almeida, da empresa Raízes Gastronômicas, levou oficina de gastronomia e roda de conversa para mulheres indígenas Javaé, da Aldeia Txuiri, localizada na Ilha do Bananal. O objetivo foi o de pesquisar os modos de fazer do povoado e as principais tradições das mulheres da comunidade na Gastronomia, agregando ainda ideias de produções e de fortalecimento mútuo.

A vivência aconteceu de sexta-feira a domingo, 10 a 12, onde a chef de cozinha e pesquisadora da culinária afroindígena foi recebida pelo grupo de mulheres com pratos tradicionais da comunidade, como a Tartaruga Assada. Na oficina, a chef e as mulheres da comunidade ainda produziram Jaraqui Moqueado na Folha de Bananeira, Sopa de Peixe, chás, tapiocas e muito mais.

Mais do que ideias de cozimento, temperos e pratos, a chef de cozinha reforçou sobre a importância de se manter vivas as tradições da comunidade, aproveitando as riquezas naturais da comunidade, como a utilização da folha de bananeira.

Além das oficinas práticas, a pesquisadora da culinária afroindígena ainda realizou roda de conversa sobre fortalecimento feminino e união. “Falamos sobre a importância da união delas para o fortalecimento de toda a comunidade e também sobre a importância delas acreditarem e seguirem com os seus sonhos, pois assim serão capazes de chegar aonde elas quiserem. Foram três dias de pura imersão na cultura da Aldeia Txuiri e pretendemos retomar com mais oficinas”, relatou.

Ruth Almeida esteve na comunidade a convite de uma das líderes do povoado, sendo a indígena Djawa Javaé Karajá.

Ruth Almeida
Nascida em Porto Franco (MA) e criada na região do Bico do Papagaio (TO), Ruth Almeida tem descendências indígenas e quilombolas, filha de trabalhadores rurais analfabetos que comandaram uma família de nove irmãos. Ex-quebradeira de coco babaçu, doméstica e ex-merendeira, atualmente é consultora e pesquisadora da culinária afroindígena, chef de cozinha e palestrante, atividades que desenvolve pela empresa Raízes Gastronômicas.

Os projetos desenvolvidos pela empresa Raízes Gastronômicas garantiram uma série de prêmios e homenagens, como o Prêmio Dolmã (Oscar da Gastronomia no Brasil) como Melhor Chef de Cozinha do Brasil, em 2021, e como Melhor Chef de Cozinha do Tocantins, em 2017. Homenageada com o Prêmio Bertha Luz no Senado Federal (2022) e segunda colocada do reality show Cozinheiros em Ação, do canal GNT, em 2017. Foi escolhida como chef de cozinha representante da região Norte na 2ª edição do “Fórum Turistc Brasil”, considerado um dos mais consagrados eventos de turismo da América Latina, e em diversas edições do Festival Fartura Brasil.

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens