Cantos e Recantos leva democratização da arte e cultura para a cidade histórica de Arraias e desembarca no próximo final de semana em Dianópolis

Cantos e Recantos leva democratização da arte e cultura para a cidade histórica de Arraias e desembarca no próximo final de semana em Dianópolis

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Cinthia Abreu

O ciclo do ouro, dos antigos garimpos, dos quilombos e do período colonial. Ruas de ladeiras íngremes, que acompanham a silhueta dos morros e serras, que preservam ruínas e muralhas que ajudam a contar a história dos conflitos  entre grupos de escravos e seus senhores, a medida em que faz parte do imaginário coletivo do município pelas suas lendas e contos que falam sobre os tesouros ainda escondidos da época. Este foi o cenário da primeira apresentação do projeto Cantos e Recantos, da Orquestra Viva Música, realizado no sábado último, 11.

A apresentação musical foi realizada na porta da Igreja Nossa Senhora dos Remédios com repertório que circulou do clássico ao popular, por meio da interpretação com 15 instrumentistas. A iniciativa é da Associação Viva Música com patrocínio da empresa Energisa, através da Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura.

A secretária de cultura de Arraias, Alessandra Cordeiro, afirmou que o evento foi um marco cultural na cidade. “Foi uma honra receber a Orquestra Viva Música que marcou os nossos moradores com uma noite que uniu emoção e muito profissionalismo. Ficamos encantados com essa oportunidade”, declarou.

O professor Silvino Tomáz assistiu pela primeira vez uma apresentação de Orquestra e afirmou que o momento ficará marcado na história. “Eu trouxe toda a minha família para prestigiar e nunca imaginei que seria tão lindo assim. Cantamos juntos as músicas conhecidas e sentimos a emoção de uma noite que ficará sempre em nossa memória”, declarou.

O objetivo foi de unir arte, cultura e turismo. A próxima apresentação será em Dianópolis no sábado, 18, a partir das 20 horas, em frente à Igreja do Divino Espírito Santo. A entrada é franca. Posteriormente, a caravana segue para Palmas, Natividade, Porto Nacional e Mateiros. Todas as apresentações contam com audiodescrição, espaços com acessibilidade e interpretação em Libras.

Projeto 

As apresentações ocorrem em pontos turísticos de cada município contemplado, como praças, igrejas e teatros históricos. Além dos concertos musicais, todas as cidades recebem workshops educativos sobre a música tocantinense e a produção de materiais audiovisuais para divulgação do evento e do patrimônio do Estado.

Concerto

A apresentação musical conta com interpretação dos músicos da Orquestra Viva Música, sendo 15 instrumentistas, como contrabaixo, piano, violão, bateria, metais e madeiras. O repertório é composto por clássicos da música nacional, inspirados na cultura local, sempre em formato instrumental.

O presidente da Associação Viva Música, o maestro Bruno Barreto, explica que o projeto visa promover a interseção entre a música e os pontos turísticos do Estado do Tocantins.” Por meio de uma série de concertos musicais, realizados pela Orquestra Viva Música, em locais históricos e paisagísticos, buscamos estimular o turismo cultural e destacar a riqueza cultural e natural da região”, adianta.

Concerto em Dianópolis

Sábado, 18

Horário – A partir das 20 horas

Local – Igreja Nossa Senhora dos Remédios

Entrada Franca

Cronograma

Palmas – 25/05

Natividade – 29/05

Porto Nacional – 08/06

Mateiros – A definir

Ficha Técnica

Direção artística e musical: Bruno Barreto

Coordenação administrativa: Maxley Morato

Produção executiva: Eduardo Andrade

Coordenação geral: Fábio Bruniel

Coordenadora de Comunicação: Cinthia Abreu

Gestão de mídias sociais: Helaine Silva

Filmmaker: Marcelo Lopes e Silva e Rafael Motta

Intérprete de Libras: Thallyta Teixeira

Técnico de Som: Daniel Mangaba

Orquestra Viva Música

Maestro e saxofone tenor – Bruno Barreto

Saxofone alto – Lucas Fernandes

Saxofone alto e clarineta – Gutenberg Nicácio

Saxofone tenor e flauta transversal – Wallas Alves

Saxofone barítono – Gilberto Gonzaga

Trombone – Emmanoel Cruz

Trombone – Kayo Bruno

Trombone – Gabriel Cândido

Trompete – Sidney Victor

Trompete – Wedison Monteiro

Trompete e trompa – Wilton Monteiro

Contrabaixo elétrico – Felipe Araújo

Guitarra e violão – Iogo Landinho

Bateria/percussão – Matheus Les

Piano – Anderson Cleyton

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens