Aulas remotas com Tambores do Tocantins ensinam a transformar objetos e utensílios domésticos em instrumentos musicais

Cinthia Abreu

Série online é dividida em dez aulas e têm início na próxima  quinta-feira, 1º

Quem diria que objetos e utensílios domésticos como baldes, colheres, panelas, bacias e até o próprio corpo poderiam se tornar uma grande orquestra musical? Para o Grupo Tambores do Tocantins é sim possível! Com esses instrumentos musicais nada convencionais,  o grupo de percussão de Porto Nacional (TO) desenvolve o projeto “Tambores do Tocantins – Ritmos”, uma série de dez aulas de ritmos brasileiros. A estreia acontece nesta terça-feira, 1º, e contará com uma sequência de atividades às terças e quintas, sempre às 17 horas, no Youtube Tambores do Tocantins.

A proposta é substituir os encontros presenciais de ensino do Ponto de Cultura para videoaulas, por conta da pandemia pela covid-19, no aprendizado na modalidade remota. Cada aula tem o tempo de 3 a 6 minutos com orientações do maestro Marcio Bello. “A proposta é um projeto leve, de fácil aprendizagem, onde será possível acessar facilmente, seja do celular, computador ou tablet”, disse o professor Marcio Bello, diretor do Tambores do Tocantins.

Segundo ele, apesar da atividade ser desenvolvida especialmente para os alunos do Tambores do Tocantins, é também aberta à toda comunidade, por meio do Youtube. “Executaremos ritmos brasileiros sem a necessidade de que os alunos tenham instrumentos musicais de percussão convencionais, utilizando-se de utensílios e objetos domésticos”, declara o artista.

O projeto é uma realização do Ponto de Cultura Tambores do Tocantins/ Comsaúde e foi contemplado no edital 001/2020, Lei de emergência cultural Aldir Blanc, através do município de Porto Nacional – TO.

Grupo

A ideia do projeto Tambores do Tocantins teve seu início em 1992, quando o músico Márcio Bello teve o primeiro contato com as manifestações tradicionais do Tocantins. A ideia do Projeto Tambores do Tocantins surgiu, primeiramente, como forma de preservação da cultura e valorização dos mestres tradicionais do Estado e, posteriormente, como instrumento de inclusão social. Atualmente, o Tambores atende diretamente cerca de 400 pessoas entre sete e 24 anos, no município de Porto Nacional e tem como missão contribuir com a valorização e a preservação da cultura musical tradicional do Tocantins desenvolvendo atividades que tornem os saberes acessíveis a crianças, adolescentes e jovens estudantes.

Os instrumentos confeccionados pelo grupo, além de terem um caráter artesanal, prestam homenagens aos povos que ajudaram a consolidar a cultura do povo do Tocantins. Para isso, os tambores são criados com cara de índio ou negro. Existem ainda instrumentos esculpidos com imagens de animais como anta, onça, preguiça e tamanduá.  O objetivo do grupo é contribuir com a valorização e a preservação da cultura musical tradicional do Tocantins, desenvolvendo atividades de conhecimento, estudo, pesquisa e vivência de manifestações tradicionais. No palco, os jovens músicos tocantinenses, mostram a força dos ritmos e da pulsação do coração do Brasil.

Serviço

O quê- Aulas remotas do projeto “Tambores do Tocantins – Ritmos”

Quando – Toda terça e quinta, às 17hs

Onde – Youtube Tambores do Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda Cultural