Search
domingo 18 novembro 2018
  • :
  • :

Inicia hoje a pré-venda do livro “Que o Oriente me oriente” de Mariana Freitas

Inicia hoje, 01, a pré-venda do Livro “Que o Oriente me oriente” de Mariana Freitas. Pra quem não conhece, Mariana Freitas mais conhecida aqui em Palmas como Mili ou Professora Mariana, morou em Palmas por 7 anos, se formou em Jornalismo pela Universidade Federal do Tocantins e nos contou um segredinho: O livro possivelmente terá lançamento também em Palmas!!!

O livro é uma viagem cultural pela China e pelo Tibete por trás de uma história de superação emocional. A protagonista Jade, uma jovem brasileira de 23 anos, órfã e filha única de pai chinês e mãe tibetana, embarca em uma viagem sozinha pela China para tentar se curar do luto da morte da mãe e aprender mais sobre ela mesma e sobre sua família. “Que o Oriente me oriente” conta a saga de Jade desde sua partida de São Paulo até  a chegada ao Tibete de trem, a partir de Xangai. O próprio trem é uma metáfora sobre as contradições da China moderna e a vulnerabilidade da vida, manifestada através de mistérios protagonizados pelas pessoas que cruzam o seu caminho.

Na longa viagem de Xangai a Lhasa, Jade convive não apenas com a fascinante cultura oriental e com a espiritualidade do budismo tibetano, mas também com diferentes personagens que se interconectam numa trama de fé, amor, desapego e superação. Mesmo de luto, contrariada e com medo, Jade embarca com tudo nesta jornada interna, que lhe permite evoluir, se transformar e experimentar o amor. “Que o Oriente me oriente” é uma história sobre a vida e a morte, sobre a magia dos encontros, sobre amor e a importância do autoconhecimento e da fé. Política, religião e sociedade se misturam com esperança e efemeridade neste romance que é o resultado de um longo trabalho de pesquisa sobre a China e o Tibete.

Em “Que o Oriente me oriente”, o leitor é transportado para modernidade de Xangai e para a espiritualidade dos templos budistas tibetanos, passando por paisagens exuberantes como os Himalaias e o Monte Evereste. É um livro sobre amor, fé e recomeços, em um ambiente pouco explorado na literatura brasileira: a Ásia. Além disso, todos os cenários representados são reais. Ou seja, apesar dos personagens e enredo serem fictícios, os lugares existem de fato (inclusive o trem) e foram visitados pela autora, por isso as descrições são ricas e detalhistas, fazendo com o que o leitor “viaje” para a China e para o Tibete e possa, inclusive utilizar o livro como roteiro para uma eventual visita aos países.

Sobre a autora:

Mariana Freitas nasceu em Brasília, em 10 de maio de 1982. É doutora em comunicação intercultural pela Universidade Fudan, em Xangai. Explorando mundos desde que saiu de sua cidade natal, morou do Norte ao Sul do Brasil e também nos Estados Unidos, China e, atualmente, França. Aliando curiosidade, interesse social e paixão por culturas diferentes, Mariana trabalhou como jornalista, professora universitária e pesquisadora acadêmica. É também professora de idiomas e fotógrafa profissionalmente amadora. Seu primeiro romance “Que o Oriente me oriente” foi inspirado em uma viagem de trem que cruzou a China até chegar ao monte Everest. Através do olhar de Jade, o livro revela um pouco da sua ampla visão de mundo, construída a partir de estudos e experiências acumuladas nos cinco anos em que morou na Ásia.

Serviço:

Obra: Que o Oriente me oriente

Autora: Mariana Freitas

Gênero: Romance

Editora: Letramento

Pré-venda: no site da editora (http://grupoeditorialletramento.com/shop/pre-venda-que-o-oriente-me-oriente/), entre os dias 01/09 a 01/10/18. Após esta data, o livro continuará disponível no site, mas também será distribuído nas livrarias nacionais.

Lançamento: previsto para novembro em Brasília e, possivelmente, em Palmas.