Search
terça-feira 18 dezembro 2018
  • :
  • :

Projeto Telas em Cena exibe o longa-metragem “Vinte Anos” nesta quinta-feira

Dando continuidade às programações culturais, o Ponto de Cultura “Telas em Cena” traz na quinta-feira, 16, no Cine Cultura, a estreia do filme “Vinte anos”, com participação da diretora Alice Andrade e de Felipe Lopes, gerente de programação e marketing da distribuidora de filmes Arthouse.

A programação acontece na quinta-feira, 16, a partir das 18 horas, com um bate-papo entre Felipe Lopes e diretores, produtores, roteiristas e profissionais do audiovisual do Tocantins. Já a partir das 20 horas, será exibido o filme “Vinte Anos”, com a presença da diretora, Alice Andrade, seguido de bate-papo com a diretora.

O objetivo é a formação de público para o cinema nacional na sala Cine Cultura e o incentivo da produção audiovisual no Tocantins, através de sessões de cinema para a comunidade em geral e debatesentre representantes do audiovisual brasileiro e profissionais locais. A iniciativa do projeto é do produtor e diretor Nival Correia com coordenação técnica de Stella Antunes.

Filme

Após ter entrevistado 40 casais cubanos, no casting de seu primeiro curta documentário, a diretora Alice de Andrade retorna à Cuba passadas duas décadas e retrata, além das recentes transformações do país – objeto de sua longa pesquisa – a vida de três casais que no passado se preparavam para casar. O que restou dessas histórias de amor? Como as mudanças da ilha afetaram as vidas de suas famílias?

Durante o “Período especial em tempo de paz”, nome oficial dado aos piores anos de   relacionamento   que   sucederam  ao  fim  da  ajuda  soviética  à Cuba, 40  casais,  prestes a contrair matrimônio, participaram da seleção de elenco de “Luna de Miel”, primeiro  documentário  da  diretora, sobre o ritual socialista do casamento.

Projeto

O projeto Telas Em Cena divide-se em quatro eixos:  Informação, Política e Diretrizes, Intercâmbio, e Difusão com ações direcionadas que   atendem demandas de produtores locais, diretores, roteiristas, Estudantes da Rede Pública de ensino, Crianças, adolescentes e jovens, Idosos, Populações de baixa renda de Zona Rural e situação de vulnerabilidade.

Responsável pelo projeto, Nival Correia conta que a proposta é contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento da cena audiovisual palmense. “Palmas tem se destacado através do enfoque audiovisual, com produções independentes locais e a nível nacional, com produções de grande visibilidade como filmes e novelas, que potencializaram os recursos criativos da cidade, gerando emprego e renda de forma direta com a contratação de profissionais locais e com a prestação de serviços”, conta Nival Correia.

A atividade é uma realização do Instituto Social do Tocantins  em  parceria com a Fundação Cultural de Palmas e Ministério da Cultura, através do edital de Pontos de Cultura de Palmas. O projeto tem o apoio da Fundação Escola de Saúde Pública e restaurante Maria Isabel Cozinha Contemporânea.

Alice de Andrade

É formada em roteiro pela Escuela Internacional de Cine y Televísion de Cuba, mestre de cinema na universidade Paris 8, foi assistente de direção de diversos diretores como Ruy Guerra, Walter Lima Jr e André Techiné. Realizou diversos curtas e médias-metragens, entre eles “Luna de Miel”, o premiado “Dente por Dente” e os longas “O Diabo a Quatro” (ficção) e  “Memória Cubana” (documentário) premiados em diversos festivais nacionais e internacionais. “Vinte Anos” recebeu os prêmios de Melhor Trilha Sonora, e o Prêmio Conterrâneos de Melhor Documentário, no Festival de Brasília e foi selecionado para a Mostra de Cinema de são Paulo e os festivais internacionais de Havana, Miami, Guadalajara e Vancouver.

Felipe Lopes

É formado em Cinema pela UFF e pós-graduado em Gestão Empresarial e Marketing pela ESPM. Com mais de dez anos atuando no mercado audiovisual, passou por pelas áreas de produção, distribuição, festivais e gestão pública, além de consultoria e avaliação de projetos de cinema e televisão.Iniciou sua carreia nos setores de acompanhamento de mercado na Ancine, produção de elenco na Record e acompanhamento de projeção no Animamundi.Atualmente ocupa o cargo de Gerente de Programação e Marketing na distribuidora ArtHouse e foi responsável pelo lançamento dos filmes como “A Família Dionti”, “Um Filme de Cinema”, “Love Film Festival”, “Canastra Suja” e “Vinte Anos”.

Distribuição – Arthouse

A ArtHouse é uma distribuidora dedicada ao cinema de autor que traz em seu catálogo filmes como “A Erva do Rato” e “Educação Sentimental”, de Julio Bressane, “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante, “Big Jato”, de Cláudio Assis, “Futuro Junho”, de Maria Augusta Ramos e muitos outros longas-metragens que se destacaram no circuito de festivais dentro e fora do país, como os Festivais de Rotterdam, Locarno, Roma, Festival do Rio e Festival de Brasília.Os mais recentes lançamentos incluem: “A Família Dionti”, de Alan Minas, vencedor do prêmio de público no Festival de Brasília; “Introdução à Música do Sangue”, de Luiz Carlos Lacerda; “Love Film Festival”, de Manuela Dias, e “Um Filme de Cinema”, de Walter Carvalho.

Em 2018, a ArtHouse continua seu crescimento no mercado brasileiro de cinema, apresentando uma carteira diversa, onde se destacam “Canastra Suja”, protagonizado por Bianca Bin e Adriana Esteves, “O Beijo no Asfalto“, longa de Murilo Benício e estrelado por Lázaro Ramos e Débora Falabella, e ”Domingo”, novo filme de Fellipe Barbosa e Clara Linhart, com Camila Morgado e ChaySuede.

Serviço

O quê – Projeto “Telas em Cena”

Quando – Quinta-feira, 16

Dia 16/08

– 18 horas – Bate-papo de Felipe Lopes com diretores e representantes do audiovisual.

– 20 horas –  Exibição do filme “Vinte Anos”, com a presença da diretora, Alice Andrade

Ingressos: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)