Search
sexta-feira 19 outubro 2018
  • :
  • :

Festival que brinda ciência estreia em Palmas

Palmas fará sua estreia no Pint of Science em grande estilo. Durante os três dias do festival mundial de divulgação científica, pesquisadores da cidade e da região vão conversar com o público sobre temas como fake news, comunicação científica na atualidade, mudanças climáticas, fermentação química dos alimentos e bebidas, sustentabilidade, agropecuária, a composição da cerveja e divulgação científica.
A proposta dos bate-papos, marcados para 14, 15 e 16 de maio, é esclarecer dúvidas e apresentar as últimas descobertas nessas e em outras áreas do conhecimento. Será uma oportunidade dos moradores conversarem com os cientistas de forma descontraída, entenderem como funciona a pesquisa científica e descobrirem dificuldades e belezas da ciência.
40004304095_dc5100ca75_b
“É um espaço de compartilhamento do conhecimento científico de forma leve e participativa, onde pesquisadores e público desconstruirão e reconstruirão conceitos sobre o fazer ciência. Trata-se de mais um espaço de aproximação entre Universidade e Comunidade”, diz Gilson Porto, coordenador do evento em Palmas.
Outros destaques deste primeiro ano de participação da cidade são a presença dos pesquisadores Rafael Pimenta, Eric Routledge, Marco Baleeiro, Deivison Santos, Clênio Araújo,  Balbino Evangelista, Eber Eurípedes, Glês Nacimento, Yago Modesto, referências nas áreas de piscicultura, química, sustentabilidade, mudanças climáticas, biotecnologia, comunicação política e comunicação científica, e uma apresentação com fotos sobre a Antártica.
O jornalista e membro da organização do evento, Clênio Araújo, fala da importância de popularizar a ciência. “O Pint of Science veio para inserir a capital tocantinense numa relação mundial de locais em que popularizar a Ciência é algo a ser buscado, para desmistificar um pouco a Ciência e seus resultados”, destaca. Para o pesquisador,  a ocasião serve pra mostrar que a Ciência, está muito mais em nosso dia-a-dia do que imaginamos. “Quase tudo com o que convivemos de alguma maneira vem do conhecimento científico”, afirma Araújo.
A programação completa está disponível no site pintofscience.com.br e não há necessidade de inscrição. O evento organizado com o apoio da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Pró-reitoria de pesquisa da UFT, Sindicato do dos Jornalistas do Estado do Tocantins (Sindjor-TO) e o Observatório de Pesquisas Aplicadas ao Jornalismo e ao Ensino (Opaje) da UFT. A entrada é gratuita – paga-se apenas o que for consumido nos estabelecimentos – e não há emissão de certificado.
O Festival
De Norte a Sul do Brasil – O Pint of Science nasceu em 2013, como uma iniciativa de pesquisadores da Inglaterra, e se expandiu graças a uma rede de voluntários. Neste ano, 21 países promoverão o evento de forma simultânea.
No Brasil, onde o festival foi realizado pela 1ª vez em 2015, na cidade de São Carlos, o Pint of Science acontecerá em 56 municípios distribuídos pelas cinco regiões e a expectativa é de que 50 mil pessoas compareçam aos bate-papos.