Search
terça-feira 20 novembro 2018
  • :
  • :

Gabriel García Márquez

Gabo2

Hoje o grande Gabo, escritor favorito de muita gente, inclusive meu, o cara que escreveu “Cem Anos de Solidão”, faria aniversário, no dia 06 de março de 1927 ele nascia, infelizmente nos deixou em 17 de abril de 2014, aos 87 anos, mas a sua obra única tá mais do que viva, todos aqueles personagens que ele criou pra gente, nos deu de presente tantos amores, a cada livro que lemos dele a gente entra na história e parece que vivemos um pouco ali com aquela galera, afinal quem nunca quis conhecer Macondo e passar um dia com Úrsula Buendía?

Gabo

Um dia eu estava indo a um lugar com a minha mãe e entramos em uma cidadezinha (que agora não recordo qual) e ela me disse: esta cidade me lembra Macondo!
Uma cidade fictícia mas que pra nós tinha até cheiro.

gabo4

E quem leu  “O Amor nos Tempos do Cólera”, e se apaixonou junto com Florentino Ariza, que torceu pelo amor dele com Fermina Daza, e guardou na memória cada frase muito bem elaborada para contar esta história.

Que Deus te guarde Gabo!

Gabo1

Segue abaixo as principais obras deste gênio da literatura!

Ninguém Escreve ao Coronel (1961)

Foi uma das primeiras histórias ficcionais publicadas pelo autor, e sempre era citada como uma de suas favoritas. Desde que seu filho morrera, o personagem central deste romance vive na penúria ao lado de sua mulher asmática. Ele passa a acreditar que pode ganhar dinheiro treinando o galo de rinha que pertencia ao seu filho morto.

Cem anos de solidão (1967)

Seis gerações de aventureiros se sucedem no povoado imaginário de Macondo. Elementos da cultura popular e indígena são incorporados pela narrativa com pitadas de surrealismo, humor e crítica social. O microcosmo de Macondo é muitas vezes interpretado como uma metáfora da América Latina. Pablo Neruda considerou a obra como “a maior revelação em língua espanhola desde Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes”.

Relato de um Náufrago (1970)

Demonstra a verve jornalística do autor, contando a história de um marinheiro que sobreviveu a um naufrágio em 1955 no mar do Caribe. A notícia que correu foi que oito tripulantes a bordo do navio desapareceram. Porém, um deles sobreviveu e contou ao autor como foi passar dez dias à deriva em uma balsa.

A Incrível e Triste História de Cândida Eréndira e sua Avó Desalmada (1972)

Uma avó obriga sua neta a se prostituir para recompor as perdas sofridas por um incêndio acidental. Apesar disso, uma esperança de amor ainda pode salvar a menina de seu fardo. O conto intitula o volume de contos da Gabo, no qual mistura histórias fantásticas com a realidade cotidiana de populações carentes.

gabo3

Crônica de uma morte anunciada (1981)

Anunciado logo na primeira linha do romance, o assassinato de Santiago Nassar é dado como destino inevitável na localidade onde vive. Santiago é acusado de desonrar a jovem Ângela Vicário, e nada poderá deter a vingança dos irmãos da menina, os gêmeos Pedro e Ângelo. Mesmo revelando seu desfecho logo em sua primeira página, o romance conquistou os leitores ao manter a dúvida sobre a culpa de Santiago. O texto acaba por apontar as injustiças que podem se esconder no desejo de vingança.

O Amor nos Tempos do Cólera (1985)

Trata da possibilidade do amor em diferentes momentos da vida. A narrativa acompanha Florentino, apaixonado por Firmina. Os dois se apaixonaram quando jovens, mas só voltam a se relacionar 50 anos mais tarde, depois do fim do casamento de Firmina.

O General em seu Labirinto (1989)

Inspirado na vida de Simón Bolívar, o relato parte da velhice do líder latino-americano. Já doente e bastante enfraquecido, Bolívar ainda apresenta o caráter enérgico que o insuflou a lutar por uma América Latina livre do domínio europeu e unificada sob os princípios de Rousseau, Montesquieu e Voltaire.

Notícia de um Sequestro (1996)

Trata de sequestros ocorridos na Colômbia durante a década de 1990 engendrados pelo Cartel de Medlín. Apesar de misturar realidade e ficção, o livro foi escrito a partir dos depoimentos de personagens envolvidos nestes dramas e pretende dar uma dimensão das consequências do tráfico de drogas.

gabo6

Memórias de Minhas Putas Tristes (2004)

No ano em que completa 90 anos, um homem decide dar a si mesmo, como presente, uma noite de sexo com uma virgem. Embrutecido pelas escolhas profissionais e amargo pelos descaminhos que sua vida pessoal tomou, o solitário personagem divaga a respeito da vida de desventuras que o levou até o leito da jovem _ que ele acaba sequer tocando. Lançado em 2004, este é o último livro de Gabo e chegou a ser banido do Irã por incentivar a prostituição.

Viver Para Contar (2002)

Aos 75 anos, Márquez decidiu contar sua própria história nesta autobiografia. Narra sua trajetória da pequena cidade onde nasceu, na Colômbia, até meados dos anos 1950, quando ingressou no jornalismo. A promessa era de que o autor escrevesse um segundo tomo, dando conta do restante de sua vida _ o que acabou não fazendo.