Search
quarta-feira 23 maio 2018
  • :
  • :

De Barão Vermelho a Angela Davis, conteúdos exclusivos marcaram 2017 no Curta!

OS DESTAQUES INCLUÍRAM OBRAS NACIONAIS E ESTRANGEIRAS COM TEMAS SOBRE ARTES E HUMANIDADES, O FOCO DO CANAL

Em 2017, o Curta! comemorou o aniversário de cinco anos no ar, contemplando a audiência com títulos estrangeiros e nacionais exclusivos em todas as suas faixas temáticas: Música, Artes, Metacinena, Pensamento, História Política e Sociedade.

Em janeiro, as canções que marcaram as trajetórias e influenciaram alguns dos principais artistas da música popular brasileira foram reveladas e embalaram a audiência com a série musical exclusiva “As canções da minha vida”. O programa reuniu depoimentos inéditos de nomes como Jards Macalé, Maria Gadú, Hamilton de Holanda, Moska, Daniel, Geraldo Azevedo, entre outras estrelas nacionais. Produzida pela Raccord, com direção de Bruno Levinson e produção executiva de Clélia Bessa, a série foi financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual, o FSA.

O Curta! celebrou o Carnaval e abriu caminho para a arte contemporânea em fevereiro, com a estreia da série inédita e exclusiva “Estados da Arte”. Dirigida por Eduardo Goldenstein e produzida pela Aion Cinematográfica com financiamento do Fundo Setorial do Audiovisual, a produção investigou, ao longo de 12 episódios, a motivação, os pensamentos e as obras de artistas contemporâneos dos mais variados estilos.

As reflexões de alguns dos principais pensadores da atualidade entraram em cena em abril, com a estreia da série “Incertezas Críticas”. Umberto Galimberti, Jacques Rancière, Christian Boltanski, Axel Honneth, Andreas Huyssen, Antoine Compagnon, Elisabeth Roudinesco, Georges Didi-Huberman, Hal Foster, Jean-Luc Nancy, Jonathan Crary, Luc Ferry e Tzvetan Todorov foram os nomes que passaram pelo canal ao longo dos 26 episódios da série exclusiva produzida pela Grifa Filmes com financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual e direção de Daniel Augusto.

O mês de maio trouxe mais uma grande atração musical exclusiva para o Curta!: “Barão Vermelho: por que a gente é assim?. Dirigido por Mini Kerti, o filme apresentou os personagens, as canções e as histórias de uma das mais importantes bandas de rock do Brasil, desde a escolha de Cazuza como vocalista até a formação atual do grupo. O longa é uma coprodução entre o Barão Vermelho e a Conspiração Filmes, e teve financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual.

Grito de protesto das mulheres em passeatas e nas redes sociais, o lema “Mexeu com uma, mexeu com todas” serviu de inspiração e nomeou o documentário dirigido pela cineasta Sandra Werneck, que estreou com exclusividade no Curta! em julho. Financiado pelo Fundo Setorial do Audiovisual, o filme revelou casos de violência que evidenciam a vulnerabilidade da mulher na sociedade e conta com depoimentos tanto de pessoas públicas quanto anônimas, incluindo Luiza Brunet, Joana Maranhão e Maria da Penha, que emprestou seu nome à lei que endureceu as penas nos crimes contra a mulher.

Outro destaque da programação no mês de julho foi a série “Retornados”, produzida com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual. Ao longo de oito episódios, a produção da Praga Conexões e da Jurubeba revelou a influência do Brasil em países do continente africano. Os diretores Maria Pereira e Simplício Neto investigaram o movimento histórico e cultural que surgiu a partir do retorno de escravos que foram libertados no Brasil do século XIX e voltaram para seus países de origem, na África.

No ano em que completou 120 anos, a Academia Brasileira de Letras ganhou uma série exclusiva no Curta! sobre seus integrantes. Em setembro, estreou no canal a série “Imortais da Academia”. Produzida pela Giros e dirigida por Belisario Franca, a produção conduz o público em um passeio pelo presente e pelo passado da ABL, ao longo de 42 episódios. As biografias de alguns dos principais homens e mulheres eleitos ‘imortais’ que ocupam e já ocuparam cada uma das 40 cadeiras da casa serão esmiuçadas, uma a uma. “Imortais da Academia” foi financiada pelo Fundo Setorial Audiovisual. Em 2018 chegam novos episódios.

Depois de ganhar sessões em alguns dos principais festivais de cinema do Brasil e da Europa, “Tudo é projeto”, sobre a vida e a obra de Paulo Mendes da Rocha, um dos arquitetos mais respeitados do Brasil e do mundo, chegou ao Curta! com exclusividade, em novembro. O filme foi produzido para o canal pela Olé Produções em parceria com a Opa!, com o apoio da CASA DA ARQUITECTURA e financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual. Ainda em novembro, o Curta! contou também com uma estreia internacional: o longa-metragem inédito no Brasil “1917 – Construindo a revolução”, exibido no ano de comemoração dos 100 anos da Revolução Russa. O documentário faz parte de um pacote de conteúdos internacionais que o Curta! adquiriu da Arte France, canal público francês, e foi disponibilizado também on demand, com exclusividade para assinantes NOW, serviço sob demanda da Net.

Outras duas estreias internacionais integraram o pacote de conteúdos inéditos especialmente selecionados para o mês de aniversário: os documentários “Libertem Angela Davis” e “Gaga, o amor pela dança”. Em “Libertem Angela Davis”, que estreou na TV brasileira com exclusividade no Curta!, o público pode conhecer a história da professora de filosofia que virou símbolo internacional na luta pela defesa dos direitos humanos, em especial dos negros e das mulheres. Angela esteve no Brasil em 2017 para falar sobre sua luta.  Já “Gaga, o amor pela dança” revelou a carreira de Ohad Naharin, coreógrafo e diretor artístico da Companhia de Dança Batsheva, que criou a linguagem de dança conhecida como “gaga”. O método foi definidor na estética da dança israelense e influenciou companhias em todo o mundo.

Os destaques de programação da retrospectiva Curta! 2017 reiteram o compromisso do canal em exibir somente conteúdos relevantes, concentrando-se  nos documentários culturais e de história política. Agora entrando em nova fase, já em HD (alta definição), o canal passa a exibir maior volume de conteúdos brasileiros inéditos e exclusivos. São o resultado de projetos selecionados para pré-licenciamento, por sua equipe de curadoria, que já mereceram aprovação para financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), num total de R$65 milhões. Essa rica produção está distribuída em 63 telefilmes e 639 episódios de 54 séries, todas produzidas com exclusividade para o canal.

Sobre o Curta!

Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET, 56 na Claro TV, 76 na Oi TV e como opcional à la carte na Vivo e GVT nos canais 664 (fibra), 132 (DTH – antiga GVT) e 552 (DTH – Vivo). Siga as redes do canal nos endereços:

www.facebook.com/CanalCurta, , twitter.com/CanalCurta e www.youtube.com/user/canalcurta