Search
quinta-feira 19 outubro 2017
  • :
  • :

Inauguração do Centro de Convenções de Porto Nacional terá presença do Ministro do Turismo

Com foco no fortalecimento do setor cultural e turístico, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria da Cultura e do Turismo (Secult) inaugura na manhã desta sexta-feira, 14, junto à programação do aniversário da cidade, o Centro de Convenções “Vicente de Paula Oliveira – Comandante Vicentão”.

unnamed-4

O novo espaço está localizado na Avenida Beira-Rio, e conta com estrutura adequada para reuniões e eventos, possuindo mais de mil metros quadrados construídos, com capacidade para um público de 500 pessoas sentadas em confortáveis poltronas, e levará o nome do saudoso Comandante Vicentão (in memorian), pioneiro da aviação portuense.

A solenidade será marcada pela participação de diversas autoridades, como o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o senador Vicentinho Alves, deputados federais e estaduais, prefeito Joaquim Maia e outras lideranças políticas, e a comunidade em geral.

Para o prefeito Joaquim Maia, entregar este espaço para a comunidade é mais um grande passo de sua administração para o resgate da cultura portuense. “O Centro de Convenções é uma obra que vem gerando expectativa em nosso povo há muitos anos. Assumimos com o compromisso de terminá-la e entregá-la aos portuenses que tanto clamam por um espaço como esse, que possa abrigar eventos de grande porte, convenções, formaturas e tantos outros momentos que venham engrandecer a nossa sociedade.” Disse o prefeito Joaquim Maia.


Galeria de Artes

mestre-rosalinoA Secretaria Municipal da Cultura e do Turismo (Secult) preparou uma programação especial para a inauguração, que terá uma exposição de telas do saudoso Rosalino Ferreira dos Santos (in memorian), conhecido popularmente como Mestre Rosalino. A exposição estará inaugurando a Galeria de Artes, que leva o seu nome.

Ressaltando que, Rosalino, para muitos portuenses nasceu com espírito primitivista, e isto o dispensou das escolas de artes. Autodidata, tem uma sequencia de trabalhos que mostra com muita clareza e segurança diversos ofícios do homem sertanejo. As telas pertencem ao acervo da família do artista.

Para o médico Célio Pedreira, e contemplador da obra do Mestre Rosalino, sua obra impressiona pelo contexto cultural e étnico do homem do sertão. “Rosalino usa cores seguras em obras sobre o cerrado, sobre o homem do cerrado, sobre os ofícios do sertanejo. Ele tem muitas representações que demonstram ser um primitivista autentico”, destaca Pedreira.