Search
quarta-feira 22 novembro 2017
  • :
  • :

Poeta Pedro Tierra marca a Semana da Cultura de Porto Nacional

A Feira Literária Portuense (Flip), se consolidou pelo sucesso da sua primeira edição na 37ª Semana da Cultura, tendo como realizadora a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria da Cultura e do Turismo (Secult).

A feira é gratuita, ocorre de 21 a 25 de junho, na qual este ano homenageou o escritor paraibano, Ariano Suassuna (in memoriam), como patrono nacional, e Pedro Tierra como patrono regional. O poeta das lutas, Pedro Tierra, fez uma palestra marcando a noite de sábado, para um público de aproximadamente 500 pessoas, na qual falou sobre poesia, cultura e a vida tocantínea.

Seus dois nascimentos, na beira do Rio Tocantins, sendo Hamilton Pereira e, depois, no cárcere, como Pedro Tierra, em texto feito e dito, ele conecta duas vidas. Autor de vários livros, o poeta deu mais um passo a frente em sua conceituada carreira lançando mais um livro cujo titulo chama a atenção dos fiéis leitores que estão sempre atentos para cada lançamento. Com o titulo “A Repressão militar-policial no Brasil – o livro chamado João” teve seu lançamento na 37ª Semana da Cultura, reunindo amantes da cultura local e regional.

Tierra também apresentou ao público o relançamento de “Poemas Do Povo Da Noite” e “Porto Submerso”.

Dando prosseguimento a atmosfera cultural, a noite prosseguiu com mais lançamentos de livros no auditório Pedro Tierra. São eles:

– “A Sedução da Imagem: A televisão no Limiar do Tocantins”, da Prof.ª Dr.ª Jocyléia Santana da Universidade Federal do Tocantins;

– “Pense direito: Sujeito e Atores na Formação da Consciência Jurídica”, do Dr. Fabian Serejo e dos livros “Reflexões: Pacto Nacional pelo fortalecimento do Ensino Médio”;

– Experiências, Vivências e Práticas; Pacto Nacional pelo fortalecimento do Ensino Médio, da Prof.ª Drª Juliana Ricarte da UFT.

Para terminar os eventos da noite no Auditório Pedro Tierra, o cantor tocantinense, Braguinha Barroso se apresentou logo em seguida, e convidou o público para se dirigir ao Palco JL do Acordeon para o Festival da Canção.