Search
quarta-feira 18 outubro 2017
  • :
  • :

Entretenimento e reflexão com cinema para adolescentes do Case de Palmas

O Case – Centro de Atendimento Socioeducativo de Palmas conta atualmente com 33 adolescentes internos. Desde a implantação do projeto “Socioeducar Unidos para Vencer”, realizado pela DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins e parceiros, a rotina dos adolescentes mudou, ganhando mais dinâmica e qualidade de vida. Uma iniciativa da defensora pública Maria do Carmo Cota, o projeto foi implantado há um ano e trabalha uma revitalização no centro socioeducativo com reforma dos blocos, reativação da piscina e implantação de aulas de música, prática de esportes, horta comunitária e eventos de lazer.

Na tarde desta terça-feira, 16, mais uma etapa do projeto foi cumprida, com o lançamento do “Cine Arte”. Na ocasião, os adolescentes assistiram ao filme “Uma Lição de Vida”, do diretor britânico Justin Chadwick. Uma emocionante narrativa de superação baseada em uma história real, o longa-metragem conta a história de um africano de 84 anos que luta para receber educação básica e se alfabetizar. Ele é admitido em uma escola de pré-escolares e, entre crianças de seis anos e um professor dedicado, ultrapassa os limites de um passado colonial e violento. Após a exibição do filme, os adolescentes participaram de atividades com música e dinâmicas de socialização.

O diretor de comunicação da DPE-TO e gerente do “Cine Arte”, André Araújo, lembrou que a ação surgiu como uma oportunidade de entretenimento e reflexão, onde além da exibição dos filmes haverá debates e oficina de cinema. “O cinema é uma forma poderosa de se contar história e de transformação. O primeiro filme que estamos trabalhando (Uma Lição de Vida) fala não de uma segunda chance, mas de uma primeira chance que um senhor tem de aprender a ler e escrever. É um filme muito bonito, divertido, mas pensem o quanto alguém consegue esperar para ter uma primeira chance e olhem para quantas pessoas estão envolvidas para que vocês tenham uma segunda e valorizem isso”, disse André.

Coordenadora do projeto “Socioeducar Unidos para Vencer”, a defensora pública Maria do Carmo Cota destacou a transformação do Case no último ano. “É muito bom ver esse projeto ser realizado, ver a transformação desses meninos, acompanhar a recuperação deles. Amanhã vocês (adolescentes) estarão aqui para ajudar os colegas de vocês e dizer que estiveram aqui, mas não voltam nunca mais”, defendeu Maria do Carmo Cota.

O defensor público-geral, Murilo da Costa Machado, agradeceu a parceria de todas as instituições envolvidas no projeto e relembrou a sua trajetória de vida com dificuldades pessoais e profissionais, reforçando que o amor é a palavra chave para a transformação de todo ambiente. “Quando a gente faz as coisas com perspicácia e objetivo, as coisas acontecem na vida da gente. Por isso, tudo o que fizerem, façam com amor. Às vezes na vida encontramos muitas dificuldades, mas temos de saber enfrentar tudo com amor e esperança. Vocês hoje estão aqui para passar por um processo de educação e devem usar tudo com amor e sabedoria para quando saírem daqui. Eu estive aqui há cinco anos e o ambiente era outro, hoje a Defensoria Pública e os parceiros criaram esse vínculo com amor e hoje tudo mudou para melhor.”

img_0518-site

Projeto

O projeto “Socioeducar Unidos para Vencer” conta com parceria da Seciju – Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça, da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Palmas, Polícia Militar, Sesc – Serviço Social do Comércio no Tocantins, Senac – Serviço Nacional da Aprendizagem Comercial, Sesi – Serviço Social da Indústria, Ministério Público Estadual e Centro Apostólico Manancial, além de outras instituições privadas e sem fins lucrativos. “Há um ano a gente enfrentava alguns problemas do ponto de vista da gestão. E acredito que faltava um elemento fundamental, que é a integração na resolução dos problemas. Não adianta só apontar o dedo e dizer que temos problemas, mas sim juntar forças e trabalhar por melhoria do sistema socioeducativo. Hoje temos um clima mais tranquilo na gestão do sistema e eu só posso acreditar que isso é fruto dessa integração, que é movida certamente pelo amor. Podemos ter técnicas, diplomas, títulos, mas se não acreditarmos no próximo, de nada vale”, considerou a secretaria de Cidadania e Justiça, Gleidy Braga.

O evento contou ainda com a participação do secretario municipal de Desenvolvimento Rural de Palmas, Roberto Sahium; do tenente-coronel Walber Pereira (coordenador de Polícia Comunitária do 6ª Batalhão da Polícia Militar), tenente César Augusto (coordenador do projeto Bombeiros em Ação) e servidores do Case e parceiros do projeto. Além da realização do Cine Arte, a equipe da Defensoria Pública e parceiros visitou todas as instalações do Case, conversando com os socioeducandos e servidores para indicar possíveis melhorias para o espaço.

Case

O Case é composto atualmente por três blocos de alojamentos, refeitório, quadra poliesportiva, escola, salas para oficinas, capela, piscina, pátio para exercícios físicos ao ar livre, salas da administração, estacionamento e guarita, distribuídos em 33.468, 45 m² e capacidade para 42 internos.