Search
segunda-feira 20 novembro 2017
  • :
  • :

FCP abre exposição “Falas Indígenas” inspirada nos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

Fonte: Ascom FCP

A exposição multimídia “Falas Indígenas”, da artista visual Graça Arnús, teve abertura nessa terça-feira, 25, na Galeria Municipal de Artes e no Salão de Exposições da Fundação Cultural de Palmas (FCP). Apresentando e relembrando as atividades realizadas nos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), a exposição tem foco na cultura e no sentimento indígena e segue disponível até o dia 28 de novembro.

Aquarela sobre painéis de seda e papel, pintura sobre tela, fotografias de caciques e vídeos que retratam a cultura indígena e depoimentos gravados durante os JMPI compõem a exposição. “Sem querer concorrer com a mídia que tem uma super máquina e uma super edição, apresento estas falas numa forma que eu consiga mostrar o sentimento dos indígenas. Todos eles pediram respeito porque se sentem estigmatizados com nosso preconceito”, conta a artista Graça Arnús.

Para ela, o conhecimento da cultura indígena é um passo importante para abolir o preconceito. “A exposição é uma semente que podemos colocar na educação para aumentar o respeito e, consequentemente, acabar com o preconceito. E acabamos com o preconceito quando começamos a entender a cultura desses povos”, ressaltou.

Amanda Mariana é professora e participou da vernissage. “A exposição está incrível! A gente consegue perceber, nas obras, o que a artista quis passar que é o sentimento dos indígenas no momento dos Jogos, suas feições. Não pude ir aos Jogos, mas meu esposo trabalhou e ele conta como foi com emoção até hoje”, disse ela.

O presidente da FCP, Hector Franco, parabenizou a artista pela iniciativa e pelo talento que valorizam a arte e a cultura em Palmas. “Hoje, o jovem indígena não lembra mais das suas tradições porque são passadas de forma oral, do ancião para o jovem. E isso está se perdendo em todo o mundo. O que a Graça está fazendo é um resgate para que, no futuro, nós também possamos lembrar da cultura indígena e lembrar que este grande evento [JMPI] aconteceu aqui em Palmas”, disse.

A exposição é aberta à visitação de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h, no Salão de Exposições, e das 8h às 18h, na Galeria Municipal de Artes, localizada no Núcleo Integrado de Leitura e Arte (NILA), no Espaço Cultural.