Search
terça-feira 16 janeiro 2018
  • :
  • :

25º Festival Biarritz América Latina: Brasil leva troféu Abrazo de melhor filme, prêmio do júri e melhor atriz para Sônia Braga!

O Brasil foi o grande premiado na cerimônia de encerramento do 25º Festival Biarritz América Latina (na França).  Aquarius de Kleber Mendonça Filho leva o Prêmio do Juri e Sônia Braga o de melhor atriz.

A cidade onde envelheço, o curta Rosinha e a animação Caminho dos Gigantes também receberam prêmios.

 

A cidade onde envelheço, de Marília Rocha, foi o laureado da noite, ficando com o ambicionado Abrazo de melhor filme. Mineira de Belo Horizonte, a diretora se inspirou na chegada na cidade de moças portuguesas em busca de melhores oportunidades, fugindo da crise em Portugal.

Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, prossegue com sua bem-sucedida carreira internacional, levando o prêmio do júri e recompensando, merecidamente, Sônia Braga como melhor atriz pelo papel de Clara, a mulher que luta sozinha contra uma empreiteira do setor imobiliário.

O curta Rosinha, com Maria Alice Vergueiro no papel-título, recebeu uma menção especial. O júri não ficou indiferente à temática quase tabu do desejo e do sexo na velhice, desenvolvida com sensibilidade pelo diretor Gui Campos.

Finalmente, ainda nos curtas, o peruano radicado em São Paulo, Alois Di Leo, ganhou o Prêmio TV5 Monde por seu filme de animação Caminho dos Gigantes, em que uma menina indígena vive numa floresta de árvores gigantes e tenta compreender o cilco da vida e o respeito à natureza.

 

Confira abaixo os premiados do 25º Festival Biarritz América Latina:

Abrazo de melhor filme
A cidade onde envelheço, de Marilia Rocha (Brasil)

Prêmio do júri
Aquarius, de Kleber Mendonça Filho (Brasil)

Prêmio de melhor atriz
Sônia Braga, pelo papel de Clara em Aquarius (Brasil)

Prêmio de melhor ator
Alejandro Sieveking, pelo papel de Evans em El invierno (Argentina)

Prêmio do público
El Amparo, de Rober Calzadilla (Venezuela)

Prêmio do Sindicato francês de críticos de cinema
El invierno, de Emiliano Torres (Argentina)

Documentários

Abrazo de melhor documentário
Nueva Venecia, de Emiliano Mazza de Luca (Uruguai)

Menção especial
Damiana Kryygi ,de Alejandro Fernández Mouján (Argentina)
Yo no soy de aquí, de Maite Alberdi (Chile)

Prêmio do público
Exil-sur-scène, de Jean-Michel Rodrigo e Marina Paugam (França)

Curtas-metragens

Abrazo de melhor curta
El Edén, de Andrés Ramírez Pulido (Colômbia)

Menção especial
Rosinha, de Gui Campos (Brasil)

Prêmio TV5 MONDE
Caminho dos gigantes, de Alois Di Leo (Brasil)

Projeto Lizieres: Desenvolvimento de projetos artísticos
Andrés Ramírez Pulido – La jauría (Colômbia)