Search
terça-feira 11 dezembro 2018
  • :
  • :

TOCult Online: Indicações de livros – Programa sobre Game Of Thrones

Game of Thrones, a série mais famosa e polêmica do momento – campeã de audiência e pirataria –  foi o tema do oitavo programa do TOCult Online. Como de praxe, no final do programa fizemos algumas sugestões de livros, além claro, das próprias  obras de fantasia épica  que inspiraram a série (as Crônicas de Gelo e Fogo, escrita pelo norte-americano George R. R. Martin).

Apesar do componente fantasioso, que inclui ovos de dragão e o que podemos chamar de “zumbis”, é  na bruta e sangrenta rotina da Idade Média que o autor e Gorge R. R. Martin.se inspirou, para escrever a consagrada série da HBO.   O autor já se declarou fã de livros de história e coleciona cavaleiros medievais em miniatura.

Conhecer o período medieval revela muito sobre a trama, então confira alguns títulos de romances (ou novela) de cavalaria que você precisa ler:

Publicado  no do século XV

Tirant lo Blanc

Autor: Joanot Martorell

images (2)

Este romance épico, escrito por um rei valenciano em meados do século XV, é um clássico da literatura universal e influenciou Miguel de Cervantes. Narra as façanhas de um cavaleiro andante que se transforma em grande general. Dono de enorme força física, o protagonista é também um audaz e sentimental cortejador de sua dama.

Publicado no século XVI

Amadis de Gaula – Indicação extra

Autor: Apesar de atribuiem a vários autores a unica edição completa é a de Garcia Rodríguez de Montalvo (o próprio diz que escreveu apenas a quarto livro e que emendou os três primeiros)

É um famoso romance de cavalaria em prosa, o primeiro composto na Espanha ou em Portugal e muito provavelmente com base em fontes francesas. Não se sabe, precisamente quem escreveu.

Narra as proezas e aventuras do cavaleiro andante das nações peninsulares. Esta história medieval começa quando Perion, rei de Gaula, se apaixona pela princesa Elisena. Antes do casamento, Elisena engravida e dá luz em segredo. Fruto proibido de deste amor, nasce Amadis, que é lançado, por sua mãe, dentro de uma arca, na correnteza de um rio. Assim começa a trajetória deste herói. Amadis é adotado por uma rica família e torna-se um jovem belo, forte e corajoso. Conhece Oriana, uma princesa de rara beleza, e torna-se um bravo cavaleiro, o melhor de toda a Bretanha. Por sua amada, Amadis trava lutas e passa por diversas aventuras.

Publicado no século XIX

Ivanhoé

Autor: Sir. Walter Scott

A obra surgiu num momento em que se procurava exaltar o nacionalismo, e obteve tamanho sucesso que seu autor foi agraciado com título nobiliárquico. É considerado o primeiro romance histórico do romantismo.

Trata-se de um romance publicado em 1820. Narra a luta entre Saxões e Normandos e as intrigas de João Sem Terra para destronar Ricardo Coração de Leão. Embora fosse protagonizado pelo cavaleiro Wilfred de Ivanhoé, são os personagens quase anônimos que encontram maior destaque do que este, a exemplo de Brian de Bois Guilbert, um templário, vilão que engendra várias maldades.

 

Publicados no século XX

O Cavaleiro Inexistente

Autor: Ítalo Calvino

images

Paródia dos romances de cavalaria, a história do “Cavaleiro Inexistente” da corte de Carlos Magno. Cercado por um exército quixotesco, ele luta pela causa da cristandade, defende avidamente sua reputação e faz questão de manter a armadura sempre limpa, espelhada, sempre imaculadamente alva, embora paradoxalmente vazia.

 

Baudolino

Autor: Umberto Eco

images (1)

Quarto romance de Umberto Ecoo, que homenageia o santo protetor de sua cidade natal. A trama é protagonizador por Baudolino – adolescente, criativo e mentiroso que conquista o imperador Federico Barbarossa e se torna seu filho adotivo – e Niceta Coniate, personagem inspirado em um historiador e orador que viveu na corte de Constantinopla.
Entre monstros que habitam o inconsciente medieval – como quimeras, unicórnios e dragões -, a história sofre reviravoltas inesperadas, a cada vez que Baudolino conta um pedaço de sua vida.