Search
quinta-feira 19 outubro 2017
  • :
  • :

O que vem no cinema nacional em 2016.

E por falar em Cinema Nacional, após abordarmos os melhores filmes de 1950 até 2015, abaixo traremos a ultima matéria da série com alguns filmes aguardados para 2016.

A Luneta do Tempo

A Luneta do Tempo

Filme com direção de Alceu Valença, com Irandhir Santos no elenco. Estreiou nacionalmente em 24 de março de 2016.

Não recomendado para menores de 12 anos

Lampião (Irandhir Santos), sempre acompanhado por sua amada Maria Bonita (Hermila Guedes), lidera seu bando pelo sertão de Pernambuco, enfrentando a polícia local. Seu principal antagonista é Antero Tenente, que foi abandonado preso e de cabeça pra baixo pelo bando de Lampião. Esta disputa permanece com o passar dos anos, quando o filho de Antero torna-se adulto e não aceita qualquer provocação à imagem do pai ou a simples menção a algo que lembre Lampião e seus cangaceiros.

Para minha amada morte

Para Minha Amada Morta

Com estreia prevista para 31 de março de 2016, tem direção de Aly Muritiba e traz  a bela Mayana  Neiva no elenco.

Após a morte de sua esposa, o fotógrafo Fernando (Fernando Alves Pinto) torna-se um homem calado e introspectivo. Ele vive cercado de objetos pessoais da falecida, até descobrir, em uma fita VHS, uma surpresa que coloca em dúvida o amor da esposa por ele. Fernando decide investigar a verdade por trás destas imagens, desenvolvendo uma obsessão que consome seus dias e sua rotina.

Mate-me Por Favor

Mate-me Por Favor

Com estreia prevista para 21 de abril de 2016. Tem direção de Anita Rocha da Silveira. Suspense e sem elenco estrelar, o que é muito salutar para descobrirmos e apreciarmos novos talentos.

Na região da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, a rotina de Bia, uma jovem de quinze anos, e de João, seu irmão de 25 anos de idade, é alterada por uma série de assassinatos sombrios. Este caso acaba ilustrando alguns dos principais problemas enfrentados pela juventude atual.

Elis

Elis

A ser lançado em 12 de maio de 2016, traz Andreia Horta no Papel da maravilhosa cantora Elis Regina. Sem dúvidas um dos mais aguardados do ano. O filme é dirigido por Hugo Prata.

Cinebiografia daquela que é considerada por muitos, até hoje, a maior cantora do Brasil: Elis Regina Carvalho Costa (1945 – 1982), narrando desde os tempos de sua chegada ao Rio de Janeiro, quando tinha apenas 19 anos até sua morte

Mãe só há uma

A ser lançado em 01 de setembro de 2016, trata-se do novo filme da diretora Anna Muylaert. Exibido no Festival de Berlin de 2016.

Pierre descobre que sua família não é biológica quando a polícia prende sua mãe. Confuso, ele vai atrás de seus parentes verdadeiros, que o conhecem como Felipe, e a nova realidade faz com que o rapaz encontre finalmente sua real identidade.

Antes o tempo não acabava

Antes o Tempo Não Acabava

Sem Previsão de estreia, o filme participou do Festival de Berlin e traz na direção a dupla Fábio Baldo e Sergio Andrade.

Anderson é um jovem rapaz que possui raízes na etnia indígena saterê. Quando ele se muda para Manaus e vai morar na cidade grande, ele começa a se ver preso entre os embates culturais das tradições do mundo de onde veio e cresceu e os costumes urbanos e o complexo e conturbado cotidiando da metrópole.

O Filme da Minha Vida

O Filme da Minha Vida

Sem previsão de estreia, é o novo filme de Selton Mello como diretor (O Palhaço).  Traz no elenco o próprio diretor, Vicente Cassel, Johnny Massaro, Bruna Linzmeyer, entre outros.

O jovem Tony (Johnny Massaro) decide retornar a Remanso, Serra Gaúcha, sua cidade natal. Ao chegar, ele descobre que Nicolas (Vincent Cassel), seu pai, voltou para França alegando sentir falta dos amigos e do país de origem. Tony acaba tornando-se professor, e vê-se em meio aos conflitos e inexperiências juvenis.