Documentários nacionais entram em cartaz na Sala Sinhozinho

Superação e motivação, humor e regionalismo definem a nova programação do Cine Cultura Sala Sinhozinho a partir desta quinta-feira, 28, até o dia 03 de fevereiro. Entram em cartaz dois novos documentários brasileiros.

“Piadeiros”

Cartaz Piadeiros

O bom humor de Piadeiros (2015), de Gustavo Rosa, terá exibição única no próximo sábado, 30, às 17h10. O documentário passa pelas cinco regiões do Brasil apresentando artistas cômicos e natos, sem palco e longe dos holofotes.

Sinopse

Uma equipe de filmagem viaja pelas cinco regiões do Brasil em busca de “piadeiros” não profissionais. Gente boa de contar piada nas ruas, praças, bares e mercados. Gente a quilômetros de distância dos holofotes, dos palcos e da televisão. Gente que, além de interessante, tem o especial talento de fazer os outros rirem apenas contando uma piada. Gente, talvez, um tanto em extinção. Misturando personagens, paisagens, a equipe e o próprio processo itinerante de pesquisa, “Piadeiros” é um autêntico road movie da risada.

Data: Única exibição, dia 30 de janeiro.

Horário: 17h10

Diretor: Gustavo Rosa de Moura

Duração: 90min

Classificação: 12 anos

Nacionalidade: Brasil

Gênero: Documentário

“Pauê – O Passo de Um Vencedor”

Cartaz - Paue

Pauê (2015), de Fábio Cappellini e Alessandra Pereira, conta a história de medo e coragem de Paulo Eduardo Chieffi, o único surfista bi amputado do mundo, e segue na programação junto com os longas “Rio Cigano” e “Oração do Amor Selvagem”.

Sinopse

Em junho de 2000, Paulo Eduardo Chieffi Aagaard era um garoto de 18 anos que adorava surfar e tinha muito sonhos. Mas um trem, em uma linha férrea desativada, trouxe nuvens escuras para um céu azul. Pauê, como é conhecido, foi atropelado e perdeu as duas pernas, na altura dos joelhos. Só que a tempestade não durou. Esse documentário mostra como ele conseguiu enfrentar o medo e a dor com otimismo e coragem, e se transformar no primeiro e único surfista bi amputado do mundo, campeão de triatlon e palestrante motivador. A família, a fé e o esporte foram elementos fundamentais para que Pauê construísse essa história de superação que é, acima de tudo, inspiradora.

Datas: 28, 29 e 31/01, 01, 02 e 03/02

Horário: 17h10

Diretor: Fábio Cappellini e Alessandra Pereira

Duração: 72min

Classificação: 10 anos

Nacionalidade: Brasil

Gênero: Documentário

Rio Cigano

rio

Conta a história da cumplicidade entre duas meninas ciganas, Kaia e Reka, violentamente separadas na infância e criadas em mundos distantes.

Horário: 18h50

Diretor: Julia Zakia

Duração: 80min

Classificação: 12 anos

Nacionalidade: Brasil

Gênero: Drama

Oração do Amor Selvagem

Oração do Amor Selvagem

Horário: 20h30

Diretor: Chico Faganello

Duração: 90min

Classificação: 16 anos

Nacionalidade: Brasil

Gênero: Romance, Drama, Mistério

Sinopse: No final dos anos 70, em uma sociedade isolada no interior que vive a ascensão de novas religiões e seitas, um homem e a sua pequena desafiam as leis divinas e viajam para defender os seus princípios e a sua liberdade. Mas o que pareceria ser a felicidade em um vilarejo de crentes torna-se um labirinto de ciúme, fanatismo e violência.