Search
sábado 18 novembro 2017
  • :
  • :

Brie Larson e o maravilhoso filme “O Quarto de Jack”.

Fico extremamente feliz quando surgem ótimas atuações femininas. A categoria de Melhor Atriz no Oscar é a minha preferida. Na minha opinião, os melhores filmes, em especial dramas são estrelados por mulheres e sim, em se tratando de cinema elas superam os homens na arte de interpretar. Disse na minha opinião.

E como esse Oscar será difícil. Muito difícil. Minha torcida desde sempre é para Cate Blanchett. Minha número dois seria Jennifer Lawrence e explico porque: primeiro porque a acho a atriz em acensão no cinema mundial atualmente, segundo porque o filme Joy é maravilhoso, típico filme que ao acabar dá vontade de voltar ao cinema para mais uma sessão.

Porém, mesmo com essas duas incríveis atrizes na corrida, minha aposta para 2016 é Brie Larson, primeiro porque ela está ganhando todos os principais prêmios na categoria Melhor Atriz, segundo porque a história do filme “O quarto de Jack” é a tipica história que premia com o Oscar de Melhor Atriz. É o padrão Oscar. Não que as demais não sejam, Joy e Carol são sim histórias para Oscar de Melhor Atriz, mas o filme O quarto de Jack as supera pelo simples fato de proporcionar uma interpretação intensa de Brie Larson em um universo muito pequeno – é ela, o filho e o quarto. Em Joy você torce por ela. Em Carol você se irrita com a condução e as vezes sente-se como se o diretor não tivesse deixado Cate a vontade. Em O quarto de Jack você se emociona. Esse é o diferencial.

Brie ganhou o Globo de Ouro – Melhor atriz de drama, o Critics’ Choice Awards e o National Board of Review, ambos na categoria Melhor Atriz. Além desses está indicada em vários outros prêmios para a mesma categoria.

Sobre o filme “O quarto de Jack”: 

Dirigido pelo cineasta irlandês Lenny Abrahamson, do interessante Frank, o filme é uma lição valiosa de como o amor e em especial o familiar pode vencer as barreiras mais difíceis que a vida coloca em nossa caminhada. Essa seria a lição principal do longa, aclamadíssimo até o momento pela critica e pelo publico.

O filme é baseado no livro de mesmo nome da aclamada escritora Emma Donoghue, livro este de enorme sucesso entre critica e público, nos países onde foi editado.

Na trama, conhecemos a história de Jack (Jacob Tremblay), um menino que acaba de fazer 5 anos e mora com a mãe em um quarto de 10 metros quadrados, sem janelas, totalmente isolado do mundo exterior, onde a rotina do garoto é ver televisão, ler e sonhar.

No entanto, conforme crescem, as crianças tendem a desenvolver uma curiosidade aguçada e a de Jack é sobre o mundo fora do quarto. Neste contexto a mãe chamada de Ma, depois de Joy (Brie Larson), embarca em um caminho de explicações sobre a situação que vivem e o que realmente existe fora daquele quarto e é neste momento que o filme cresce e muito devido  a luta quase desesperada da mãe para explicar ao seu filho como de fato é o mundo fora daquele quarto.  Até que um dia, mãe e filho bolam um plano para conseguir sair do lugar onde vivem.

E porque mãe e filho estão naquele quarto? naquele minusculo universo? Porque Joy foi sequestrada faz sete anos, quando voltava da escola aos 17 anos.

A emoção do filme se alicerça na esperança muito forte que Joy possuí de que  ainda  vai conseguir fugir com seu filho e voltar para sua família. E são nesses e em em outros momentos de forte emoção que somos testemunhas de uma interpretação fabulosa da atriz californiana Brie Larson.

Após uma virada na história, já quase nos atos finais, o mundo aos olhos de Jack se torna outro, é como se nascesse outra vez. No entanto, a situação da mãe não é a mesma nessa virada pois Joy encontra mais dificuldades nessa transforação e entra em uma depressão profunda.

 

Sobre Brie Larson: 

Brie nasceu em Sacramento, no estado da Califórnia, em 01 de Outubro de 1989. Possuí apenas 26 anos. Brie decidiu ser atriz quando tinha sete anos e era uma das mais jovens alunas do American Conservatory Theather. No entanto considerou escolher outras áreas enquanto crescia uma vez que não conseguia o tipo de papéis que queria. Algumas das suas áreas de interesse para além da representação incluem a fotografia, a decoração de interiores, o treino de animais e a música. Larson é cantora. Fez alguns filmes de pouco sucesso. Seu filme mais conhecido é Anjos da Lei de 2012. O Quarto de Jack é o filme mais importante de sua carreira.