Search
quarta-feira 22 novembro 2017
  • :
  • :

16 Promessas para 2016

Capa-Ano-Novo1

Todos os anos, nesta época, um mix de desespero e esperança nos invade a alma, fruto da análise do ano que se vai e da prospecção de metas para o ano vindouro. Baseados nesse balanço entre o que desejamos ter realizado,e não fizemos, e a possibilidade de poder construir tudo novo no ano novinho, enchemos o peito de coragem e gás, fazemos as listas de projetos (na maioria das vezes, mais do mesmo) e partimos para o ataque. Com fé, esperança e a ressaca do dia primeiro de janeiro. Afinal, natal e revéillon, é o momento de nos empanturrarmos de rabanada e promessas.

Para que a gente não fique apenas no combo básico do Ano Novo, que é: academia, emagrecer, viajar e trocar de carro, sugiro alguns adicionais para dar um upgrade no pacote e tornar as promessas mais fáceis, divertidas e deliciosas de serem realizadas.

Mas, ó: sem neuras! O importante é estabelecer metas de acordo com a nossa capacidade de realizá-las e vontade de fazê-lo. Por isso, vamos manter a cabeça no chão na hora da virada, para não prometer o que não se pode cumprir e ainda arrumar dores de cabeça provocadas pela frustração.

1 – Amar mais (É de graça, benefício estendido a todos, dá para fazer a distância.);

2 – Perdoar (Idem o item 1, com o plus de que a gente transforma dor em amor.);

3 – Adotar um animalzinho (Se for de um abrigo para animais, então, mais amor ainda.);

4 – Doar (Ao invés de, mais um ano, tentar emagrecer de bobeira para entrar naquela calça jeans de 5 anos atrás, doa ela! Seu corpo e quem tá precisando agradecem. Doar também vale como ajuda. Doar tempo, por exemplo, sangue, medula, seu cabelão para fazer perucas para pacientes com câncer. Doar também é amar);

5 -Ser voluntário (É tipo o item quatro, por que envolve a doação da sua vontade em auxiliar e promover o bem-estar de outros. Pode ser de animais também. Tá cheio de ONG’s e instituições precisando um pouquinho do seu amor!)

6 – Estar presente (Esse é o maior presente! Com a emancipação da tecnologia, nós nos aproximamos de quem está longe e nos afastamos de quem está do lado. Vamos largar as redes sociais e ver filme juntinho, tomar café e papear, rir de histórias novas e antigas e deixar que nossa capacidade de amar se espalhe.);

7 – Abraçar (Só isso. Abraçar cura, ampara, dá confiança, renova, restaura, emite amor, energiza, troca, aquece, conforta, liberta… … …);

8 – Beijar (Essa manifestação de amor!);

9 – Olhar nos olhos (Em todas as relações. Em casa, trabalho, com os amigos. Deixar que o outro perceba que ele existe para você, que você se interessa por ele, que ele está ali naquele diálogo ou momento, que há uma interação. Enxergar o outro é amá-lo.);

10 – Caminhar (Não necessariamente para emagrecer. Também para criar um vínculo com a natureza, com o entorno, a cidade que te abraça. Serve pedalar.);

11- Não reclamar (Faça o teste. Fique uma semana sem reclamar, criticar, se queixar de quaisquer desventura que lhe ocorra e entenda que jogar energia negativa em qualquer situação não é saída para nenhuma crise.)

12 – Assumir responsabilidades (Troque a palavra “culpa” por “responsável”.  Pronto! Culpa é um sentimento que deprime e não permite cura. Quando nos entendemos responsáveis por algo, assumimos as consequências e buscamos meios de refazer os erros. Envolve maturidade e entendimento.);

13 – Dançar (Não importa se você não sabe, se joga! Tá esperando o que? Vale até no banheiro.);

14 – Sorrir! (Vamos, nós só precisamos ser mais leves e não nos levarmos tão a sério.);

15 – Se desligar (Arrume momentos no seu dia para estar só, longe do celular, dos lances de trabalho, das preocupações das contas, do grito das crianças, das cobranças da vida. Um momento em que você se ver, falar consigo, entender em que ponto está. Se você aliar esse item ao dez e ao treze, será fenomenal.);

16 – Cuidar da casa (Da nossa casa primeira que é nosso corpo. Então, se emagrecer for uma meta para melhoria de nossa saúde ou auto estima, e não porque a novela exige, vamos fazê-lo da melhor forma possível. Com calma, ao nosso tempo. Talvez a academia seja monótona e chata, então, vamos caminhar na praça. O importante é nos vermos como somos e sermos gratos pelo que temos. Mesmo que esteja sempre em transformação, em ebulição! Ainda bem, sinal de nossa movimentação e decisão diante da vida.);

Eu desejo a vocês que 2016 tenha mais do que apenas dezesseis promessas cumpridas. Antes disso, desejo que todos os seus desejos sejam realizados, a todos os momentos. Que seja uma jornada linda, de um ano repleto de paz, amor e muitas risadas.

Lembrem-se, quem faz o ano somos nós. Quem traz coisas boas para ele somos nós. E somos nós que o transformamos em o melhor ano de todos. Então: “Vamos lá fazer o que será!”