Search
quarta-feira 17 outubro 2018
  • :
  • :

Você sabe o que é crossfit?


R. Rodrich


O culto ao corpo e a cultura da qualidade de vida através das modalidades de treinamento físico está crescendo exponencialmente. Uma grande parcela da população mundial quer além de uma boa saúde o corpo perfeito.
Assim como todas as outras modalidades de treinamento, a moda do crossfit é uma febre atualmente no mundo. Chegou ao Brasil em meados de 2010, tomando de assalto as academias. Entretanto, o crossfit tem sua academia própria que é chamada de Box (caixa).
Nos últimos quatro anos, ele tem se alastrado por todo o país, e parte disso vem da propaganda feita pelas celebridades fitness do facebook. Elas postam vídeos com muitos treinos de crossfit, mas algumas não dizem que estão fazendo. E como resultado, tem acontecido má aplicação da modalidade que pode provocar sérias lesões.
O crossfit tem atraído adeptos fervorosos por causa dos seus resultados visíveis em pouco tempo. Todavia não é para qualquer um, pois para iniciar é necessário um preparo.
Muitas Boxes com profissionais sérios têm se dedicado a preparar o aluno já dentro dos próprios treinos de crossfit, com trabalho de técnica e desenvolvimento de resistência. Entretanto quem pretende se aventurar e está há muito tempo sedentário deve procurar um médico e fazer exames para não acabar com lesões graves e trocar o crossfit pela fisioterapia.
O TOCult descobriu que já há uma Box de crossfit em nossa querida cidade. Assim, fomos lá para conhecer e ficar por dentro da nova onda do fitness que agora está chegando fortemente em Palmas. Entrevistamos o trainer Luciano Santos, um dos donos da Cross Cerrados:

TOCult: São quantos anos de trabalho na área de Educação Física?
Luciano: Eu tenho 10 anos de trabalho. E com crossfit temos, eu meu sócio, um ano e seis meses.
TOCult: A Crossfit Cerrados é a primeira Box propriamente dita em Palmas?
Luciano: Sim. Somos os primeiros trabalhando integralmente com o crossfit. Estamos abertos desde o mês de julho e temos contabilizado 50 alunos.

TOCult: A equipe de vocês é formada por quantas pessoas?
Luciano: Somos em quatro trainers.  Eu, meu sócio Everton Santiago, Magnus Alexandre Weimer e Felipe Furst.
TOCult: Todos têm formação para o trabalho com crossfit?
Luciano: Três de nós já possuem formação.  Passamos um ano e seis meses no curso de formação em Goiânia. Nosso colega Felipe Furst está em formação.

TOCult: Qual o grande diferencial entre a musculação comum e o crossfit?
Luciano: Na musculação comum, você trabalha muito com esforço localizado, fazendo uso de aparelhos e peças de peso. No crossfit basicamente utiliza-se o próprio peso corporal. E depois há complementação com instrumentos de treino: barras, anilhas, kettlebells, wall balls, cordas e argolas. Há instrumentos para os exercícios, mas não aparelhos propriamente ditos.
TOCult: O crossfit pode ser trabalhado com fins fisioterápicos? É possível utiliza-lo para prevenir lesões nas articulações ou dores de coluna?
Luciano: Olha, não apenas o crossfit, mas qualquer atividade pode ser utilizada. Basta que o profissional da área saiba aplicar a atividade. O crossfit busca principalmente o fortalecimento muscular. A capacidade de equilíbrio do corpo e resistência. O trabalho começa com o trabalho do core, que é o abdômen, dos músculos da lombar e as articulações em geral.

TOCult: Isso significa que o crossfit permite do desempenho em outras atividades?
Luciano: Sim. Se seu core, músculos lombares e articulações estão fortes, você tem força, disposição e resistência para qualquer atividade física.
TOCult: O senso comum cultivou a ideia de que crossfit é exaustivo demais e lesiona facilmente. Como profissional, o que você diz?
Luciano: Pois é, isso é fantasia. Médicos, fisioterapeutas e pesquisadores renomados têm comprovado que o Futebol, esporte típico do brasileiro, lesiona mais do que o crossfit. A segunda modalidade que mais lesiona é o basquete. A qualidade do crossfit depende muito do profissional que o aplica.
TOCult: O que é WOD?
Luciano: Essa é uma sigla em inglês para Workout of Day, “Treino do Dia”.

TOCult: Como os WOD são montados?
Luciano: Cada dia há um WOD diferente. Começa com o aquecimento, que prepara o fôlego e resistência. Depois são passados exercícios de técnica, nos quais o aluno aprende a mecânica dos exercícios usando o peso do corpo e dos instrumentos. Finalmente vem o WOD propriamente dito, que reúne o aquecimento e a técnica com exercícios diferentes.
TOCult: As turmas são homogêneas? Tudo mundo consegue fazer tudo?
Luciano: Há sempre uma mesma metodologia, para todos os alunos. Entretanto estamos sempre avaliando todos dentro das turmas, pois cada um tem uma fisiologia. Fica fácil saber quem tem mais capacidade e preparo. Então os treinos são montados e depois adaptados para um ou mais alunos dentro de uma turma. Eles farão um treino parecido, só que mais leve. Aqueles que já estão mais avançados seguem o treino integral. Dessa maneira aos poucos todos evoluem adequadamente.
TOCult: O treinamento funcional virou moda em Palmas. Após as 18 horas, nota-se vários grupos em praças e ruas fazendo treinamento. Qual a diferença do treinamento funcional para o crossfit?
Luciano: Há uma diferença porque o treino funcional se baseia em exercícios simples, que no geral não vão além do aquecimento. Cansa ajuda a queimar calorias, mas não permite o desenvolvimento muscular acentuado, nem um grande desenvolvimento da resistência. Além disso, o crossfit prima por um treino muito técnico, onde o aluno precisa aprender a fazer exercícios bem específicos.

TOCult: Já existe competição de Crossfit, certo?
Luciano: Sim. Já aconteceu, por exemplo, o 1º torneio de Crossfit de Curitiba. Em nível nacional tem o Crossofit Brasil. Há o Vimafit em Portugal e o Crossfit Invitational nos USA.
TOCult: Os competidores de Crossfit tem um físico invejável, tipo “saradão de academia”. O exemplo perfeito é o americano Rich Froning, um evangélico que é a estrela do crossfit mundial. É possível ter um físico como o dele só com o crossfit, ou precisa complementar com musculação?
Luciano: Você pode complementar com musculação ou com o que quiser. Entretanto você pode ter aquele físico apenas com o crossfit. O crossfit te dá fibra muscular e definição. É importante lembrar que o atleta que compete em crossfit tem um acompanhamento de nutricionistas, médicos, treinadores e fisioterapeutas voltados para a competição.
TOCult: E quais os outros fatores para o aluno de crossfit alcançar as mesmas metas físicas da musculação?
Luciano: Nesse ponto nada muda. Devem ser seguidos à risca: boa alimentação com horários definidos. Não se devem pular refeições. Treino correto e boas horas de sono. Tenho alunos que vieram da musculação, eles não estão perdendo o que adquiriram, pelo contrário, estão obtendo definição e ganho de massa muscular.
TOCult: A Box da Cross Cerrados tem outras atividades além do Crossfit?

Luciano: Fora da Box temos os treinamentos de sábado. Os alunos são convidados a participar sempre. Entretanto esse treino é livre e não é cobrado. Variamos de local sempre para aproveitar a possibilidades da nossa bela cidade. Temos ainda aulas de zumba, treino localizado e muay thai.