Search
quarta-feira 22 novembro 2017
  • :
  • :

Monte do Carmo, completa 52 anos de emancipação e cerca de 3 séculos de história.

Vanildo Veloso

O município de Monte do Carmo está localizado cerca de 89 km da cidade de Palmas. Possuí aproximadamente 6 mil habitantes. É um dos caminhos para o Jalapão e dispõe de rodovia asfaltada.


A História

O povoado nasce a partir do descobrimento das minas de ouro, na primeira metade do século XVIII. Prossegue em 1741 com a fundação do Arraial de Nossa Senhora do Carmo, pelo bandeirante Manuel de Sousa Ferreira, na confluência dos ribeirões: Matança (hoje córrego Água Suja devido à lavagem do ouro) até o córrego Sucuri que abastece a cidade.
Em 1780 a Coroa Portuguesa entusiasmada com os lucros que daqui lhe chegavam, tratou logo de mandar um representante direto, e a estratégia era a igreja. Dona Maria nomeou, o Padre José Faustino da Gama (Padre Gama) a serviços religiosos e o controle fiscalizatório. O mesmo administrou com muito sucesso, contando com aproximadamente mil escravos na lavoura e nas minas.
Em 1836 deram-lhe o nome de arraial de Nossa Senhora do Carmo, 1911 foi denominado Carmo, em 1943 resolveram mudar para Tairuçu (palavra indígena), mas não durou muito, passou a se chamar Monte do Carmo em 1953.
Curiosidade: Os índios Xerentes nativos das margens do Alto Tocantins, não se conformavam com a invasão de seus territórios, atacavam constantemente o arraial do Carmo e Pombal, massacrando quase toda a população.
Atrativos:
Turismo religioso conta com a Igreja de Nossa Senhora do Carmo com casas antigas no seu arredor. A Igreja de São Gonçalo que ficava no pé da serra do Carmo, era a igreja dos negros escravos, que ainda resiste ao longo do tempo testemunhando por suas ruínas.

Cidade de Monte Carmo.
As datas de maior relevância são: Festa do Divino Espírito Santo (Foliões e Imperador); Nossa Senhora do Carmo (padroeira da localidade); Nossa Senhora do Rosário (Rei e Rainha) e São Sebastião (Vaqueiros). Essas festas são tidas como uma das mais tradicionais do Estado do Tocantins.
 

Já no turismo ecológico e lazer destaca-se o Morro das Figuras – onde a ação do vento e da chuva formou colunas de rocha que se assemelham a figuras humanas.

A cachoeira do Fueiro, com duas quedas d’água de dez metros de altura também enche os olhos dos visitantes.
A gruta histórica Morro do Salão, com escritos pré-históricos e que abrigou os moradores que fugiram dos revoltosos da Coluna Prestes.
A Mata Fria que conta com duas onças artificiais jorrando água natural e fria pela boca, propício para matar a sede e banho, no local existe também a imagem de Nossa Senhora do Carmo que protege os viajantes que passa por ali.

A cidade conta ainda com artesanato, manifestações artísticas e comidas típicas.
Nós do TOcult desejamos um excelente aniversário a cidade de Monte do Carmo. Que sua tradição, história e cultura continue preservada por mais 3 séculos e 3 séculos…
Maiores informações: http://www.montedocarmo.to.gov.br/