Search
terça-feira 12 dezembro 2017
  • :
  • :

A Família que morava na impressora

Eu ainda cursava faculdade de publicidade, quando revolvi fazer um curta metragem, isso era 2004, as redes sociais ainda não eram muito presentes mas os blogs estavam a toda. E eu como sempre gostei de escrever fiz um blog. Um belo dia, em um fim de ano escrevi uma história neste meu extinto blog. A história contava uma família de aranhas que moravam na minha impressora e pasmem! A história é (quase) real.
Naquele fim de ano de 2003 eu não viajei, quando não viajamos nas férias a gente vê muita TV, lê muitos livros, bebe muito, dorme muito e… limpamos coisas nunca limpas antes. Foi numa destas faxinas que revolvi limpar minha impressora e lá de dentro saíram umas três aranhas.
Nessa noite sentei no computador, abri o blog e contei minha experiência na quase virada de ano. Alguns meses depois resolvi fazer um curta metragem, alguém que agora realmente não me lembro foi quem me disse: “faz daquela história maluca sua”.
Isso ai! Chamei meu amigo Rafa, meu amigo André e bora. Encontramos um desenhista que topou fazer na camaradagem os desenhos que ilustravam a história, qual foi minha surpresa ao receber os desenhos e constatar que o cara viajou mais que eu. Amei!!
Depois sentei no estúdio de rádio do Ceulp/Ulbra (faculdade que eu estudava), o André sentou na minha frente e disse: “conta ai a história”. Eu comecei a ler o texto. Li algumas vezes, ficou muito ruim. Dai o André disse: “conta ai que nem você conta nas mesas dos bares”. Pronto! A história saiu rapidinho e o off ficou pronto. O André editou tudo e inscrevi o curta metragem no festival de cinema e vídeo de Palmas – Chico 2004. E não é que ganhamos melhor curta metragem júri oficial. Depois disso o vídeo rodou ai uma meia dúzia de festivais pelo Brasil e me deu muito orgulho!!! Peguei gosto pela coisa, até hoje trabalho com audiovisual, me tornei produtora e roteirista, e gosto muito.
Este é um resumo sobre meu primeiro curta metragem de animação: “A Família que Morava na Impressora
E pra quem ficou curioso segue o vídeo abaixo.